Ciclo de debate 1

Convida: Prof. Dra. Cintia Camargo VIANNA/Ileel/UFU/PGLET/UFU/NEAB/UFU

Tema: Orixalidade e literatura afro-brasil; alterativas de construção
para pertencimento nacional
Data: 01/06/2017
Horário: 19:30 horas.
Local: Anfiteatro Bloco 5O-B

Resumo:
Universidade Federal de UberlândiaNúcleo de Estudos Afro-brasileiros – NEAB/UFUCONVERSANDO COM O NEAB1º EncontroOrixalidade e literatura afro-brasileira: alternativas de construção para pertencimentonacional Cintia Camargo VIANNA/ Ileel/UFU/ PGLET/UFU/NEAB/UFUResumo: Ao pensar sobre Literatura Afro-brasileira é possível assumir diferentesposições teóricas, dentre elas, a que gostaria de destacar nesse trabalho, é aquela queaponta para a Literatura Afro-Brasileira com um contra-cânone, como uma alternativapara as representações de nação e nacionalidade como apresentadas na LiteraturaBrasileira sine qua non. Se a perspectiva assumida for aquela proposta por Eduardo deAssis Duarte (2008), por exemplo, a partir da qual seria possível verificar a constituiçãode um perfil, de um conjunto ou um rol de autores, traços estéticos, problemas temáticospara a literatura Afro-Brasileira. É legítimo afirmar que um dos critérios a ser adotadopara categorização desses textos seria o da representação do sujeito negro e de suacultura, em textos escritos por negros ou não negros. Nesse caso, estar-se-ia diante deum material inserido em uma nova cartografia para a produção artística contemporânea,na qual não se trabalharia exatamente com as categorias de nacional e internacional, porexemplo, mas, sim, num plano de redefinição para os pertencimentos. Assim, oprincipal objetivo desse trabalho é apontar a composição de um universo literário afro-brasileiro de representação de pertencimento, construído a partir da cosmogonia daOrixalidade Nagô, presente nas comunidades-terreiro de matriz africana e que se espraiapara o cerne da literatura produzida por Miriam Alves, Conceição Evaristo, Cuti,Racionais Mc’s, Emicida.